JMJ 2019: “Jovens não são o futuro, mas o ‘agora’ de Deus “

papa- aft- vaticannews

“Vós, queridos jovens, não sois o futuro, mas o agora de Deus”, afirma Papa Francisco em sua homilia no encerramento da Jornada Mundial da Juventude, neste domingo, 27 de janeiro.

Durante sua homilia, inspirada pelo Evangelho de Lucas 4;4,14-21, o Papa lembrou que Jesus, quando diz na Sinagoga que “cumpriu-se hoje esta passagem da Escritura que acabais de ouvir” (Lc, 4,21), “revela o agora de Deus, que vem ao nosso encontro para nos chamar, também a nós, a tomar parte no seu agora” e chamou atenção para que os jovens sejam cuidadosos, pois muitas vezes acreditam que suas vocações e missões são para o futuro, o que é um grande engano. Deus nos dá o agora.

A JMJ 2019 reuniu mais de 600 mil pessoas na Cidade do Panamá, revelando o amor da Igreja pelos jovens e, ao mesmo tempo, o amor dos jovens pela Igreja, como apontou o cardeal Sergio da Rocha, presidente da CNBB: “As cenas bonitas da multidão de jovens, sempre muito animados e unidos ao Papa, mostra que os jovens valorizam a Igreja e querem caminhar com a Igreja, com o Papa e com os jovens do mundo inteiro”, afirma o cardeal. Ele ressalta ainda que esta é “ocasião especial para renovar a esperança e o compromisso de evangelizar a juventude contando com os próprios jovens”.

Dom Amilton Manoel, cp, auxiliar de Curitiba e referencial para a Juventude da CNBB Sul II, esteve presente na Jornada como um dos bispos catequistas e fez comentários sobre o encerramento da JMJ no vídeo abaixo:

Dom Amilton também manteve durantes a jornada um boletim diário de rádio na Rádio Evangelizar.

Acesse aqui o arquivo dos boletins.

 

Texto produzido com informações de Jovensconectados.org.br e CNBB.org.br

Foto: AFP – via VaticanNews