Escola de Comunicação realizou encontro no setor Capão Raso

O encontro realizado no Santuário São José contou com cerca de 40 pessoas interessadas em contribuir com a comunicação de suas paróquias

whatsapp-image-2019-07-08-at-11-13-30

No dia 6 de julho, a Comissão de Comunicação da Arquidiocese de Curitiba promoveu um encontro da Escola de Comunicação para paróquias do setor Capão Raso. Foi o terceiro setor a receber o encontro, reunindo cerca de 40 pessoas no salão do Santuário São José. Pela Escola de Comunicação, os 15 setores paroquiais da Arquidiocese devem receber uma formação até 2020, sendo o conteúdo deste encontro relacionado à fundamentação teórica para a implantação da  Pastoral da Comunicação – Pascom nas Paróquias e de como esta pastoral funciona.

O encontro do último sábado contou com a acolhida realizada pelo vigário paroquial pe. William Lemes e teve falas da assessora de marketing, Bárbara Moraes, do assessor de imprensa, Téo Travagin, e do coordenador da Pascom Arquidiocesana, Antônio Kayser. O bispo referencial da Comissão de Comunicação, Dom Amilton Manoel, cp, esteve no encontro, reforçando aos participantes a importância do uso da comunicação para a Igreja: “Quantos são os exemplos de grandes Santos da Igreja que souberam Evangelizar mesmo sem ter os meios em mãos. São Francisco de Sales foi para África, São Francisco Xavier foi evangelizar na China sem nem saber a língua e conseguiu se fazer entendido e levar tantos para Cristo. Nós temos que saber usar os meios, pois temos reflexões profundas, tradição e muito a informar”. Dom Amilton parabenizou o passo dado pela Escola de Comunicação: “As Pascom pode formar uma rede de comunicação bonita a serviço da verdade. Parabenizo a este bonito grupo aqui presente”.

O encontro foi bem aproveitado pelos participantes, que se mostraram animados implementar ou otimizar as atividades de Pascom em suas paróquias, como comentou Natália Pucci, voluntária de uma das pastorais do Santuário São José: “O principal deste encontro foi perceber quais possibilidades de conteúdos que podem ser divulgados, que vão muito além de datas e horários de celebrações”.  Para Talita e Fernanda, voluntárias que pretendem iniciar um trabalho junto à Pascom da Paróquia São Miguel, as dicas para a implementação desta pastoral  foram valiosas: “Além de vermos o caminho para a implementação da pastoral, serviu também para tirar a imagem de que a Pascom é apenas para tirar foto, pois a gente vê que é muito mais e que a gente pode buscar o apoio de todas as pastorais da paróquia para gerar informações”.

Em www.arquidiocesedecuritiba.org.br/escoladecomunicacao serão lançados os encontros nos demais setores paroquiais.