Santuário do Rocio recebeu a 2ª Peregrinação Jovem do Paraná

Mais de 600 jovens de todo o Paraná, participaram da 2ª Peregrinação Jovem. 

2a-peregrinacao-01122019-rocio-copy

O evento contou com a presença do bispo auxiliar de Curitiba e referencial para a juventude no Paraná, Dom Amilton Manoel da Silva, do Bispo de Paranaguá, Dom Edmar Peron, e dos Padres Gustavo Constantin e Felipe de Assis, assessores da Pastoral Juvenil estadual e da Diocese de Paranaguá, respectivamente. Participaram também padres jovens acompanhando suas paróquias e concelebraram a missa da peregrinação. Houve grande presença de coordenadores de pastorais, de grupos juvenis e movimentos da Igreja Católica, religiosas e religiosos.

Diversos jovens da Arquidiocese de Curitiba que marcaram presença. O evento contou com peregrinação organizada pelo Setor Juventude de Curitiba e com a participação do padre Luis Fernando Costa, assessor do Setor.

Ao ser perguntado sobre a participação dos jovens no pontificado do Papa Francisco, o bispo de Paranguá, Dom Edmar falou da bonita continuidade entre os pontificados anteriores, de João Paulo II e Bento XVI, vinda a partir das Jornadas Mundiais da Juventude. “São João Paulo II intuiu e, pouco a pouco, foi se manifestando como um grande evento mundial. Com o Papa Francisco percebemos que os frutos desses grandes esforços das Jornadas começaram a ser colhidos. Para nós, no Brasil, eu vejo a grande mudança a partir da JMJ de 2013, no Rio de Janeiro. Acho que isso sim, modificou, incrementou e deu novo ânimo à participação dos jovens”, disse o bispo.

dom-edmar-e-dom-amilton-copy-750x500

Quanto à peregrinação estadual, Dom Edmar disse que é algo inicial. “Conversando com Dom Amilton eu dizia que foi um pouco maior a participação dos jovens nesta 2ª romaria. Na nossa diocese a participação foi bem maior, percebi na apresentação dos jovens de Tunas, Pontal, Praia de Leste, Morretes e Paranaguá. Isso foi diferente, na 1ª romaria, a participação foi quase inexistente. Gostei também da participação dos seminaristas, porque vão ganhando gosto pelo trabalho com a juventude e assim, se forem padres, vão poder nos ajudar”, comentou.

A catequista Valéria Rodrigues, da comunidade da paróquia de São José e São Sebastião, de Pontal, foi pela primeira vez na peregrinação acompanhando um grupo recém-criado de pós-crisma. “Gostei muito de participar e os adolescentes que levei também. O encontro deixa os jovens mais próximos de Jesus e com muita vontade de fazer a diferença na sua comunidade”, comentou Valéria.

No final do evento, o padre Felipe de Assis agradeceu: “foi preciso o esforço de muitas pessoas para que esta peregrinação acontecesse, desde o nosso coordenador estadual, Padre Gustavo, Dom Amilton, o santuário do Rocio, na pessoa do padre Dirson com toda a sua equipe, os padres da nossa diocese que abriram as portas de suas casas para acolher os jovens. Foi sensacional. Só quem esteve lá pode se expressar, às vezes faltam palavras. Ver a alegria de cada jovem, o sorriso de cada um deles foi muito bom e agora, que venha a 3ª Peregrinação”, disse entusiasmado.

Fonte: Pascom Diocese de Paranaguá:

Texto: Giolete Babinski | Fotos: Francisco José