Músicos levam alegria e esperança às pessoas na fila da vacinação

(A reportagem reproduzida após texto introdutório foi publicada originalmente em http://www.curitiba.pr.gov.br)
Integrantes do grupo, como a musicista Eli Beraldi, já participaram de outras atividades da Arquidiocese de Curitiba, como a Semana de Artes

Integrantes do grupo Curitando fizeram quatro apresentações a pessoas que aguardavam para serem vacinadas em Curitiba. O grupo, formado pelos músicos Dito Salgado, Jean Lucas Beraldi, Arnaldo Oliveira e Eli Beraldi, tem a missão de difundir ritmos e estilos musicais brasileiros, como a Música Popular Brasileira, a Música Caipira, o Samba e o Choro. Os integrantes têm ligação com a Igreja Católica de Curitiba. A musicista Eli Beraldi, por exemplo, foi uma das professoras da Semana de Artes, promovida pela Arquidiocese. Segundo ela, “foi um privilégio levar a música para vacinação, com objetivo de proporcionar alegria no momento tão difícil que estamos vivendo”. “Sabemos da importância de todos estarmos vacinado-se com saúde.  Sendo católicos ou não precisamos acreditar na ciência, na saúde e só estando saudáveis poderemos retornar de forma efetiva para ações evangelizadoras”, afirmou a musicista.

Grupo Curitando se apresentando no Centro de Esporte e Lazer Avelino Vieira. Curitiba, 24/09/2021. Foto: Lucilia Guimarães/SMCS
Grupo Curitando se apresentando no Centro de Esporte e Lazer Avelino Vieira. Curitiba, 24/09/2021.
Foto: Lucilia Guimarães/SMCS 

 

A alegria e a emoção de quem foi tomar a vacina que imuniza contra a covid-19, no Centro de Esporte e Lazer Avelino Vieira, no Bacacheri, foi ainda maior na manhã desta sexta-feira (24/9). Enquanto aguardavam pela aplicação das doses, as pessoas foram surpreendidas pela apresentação musical feita pelo grupo Curitando, que usou diferentes ritmos brasileiros para transmitir otimismo e esperança. A performance foi uma contrapartida do grupo que participa do Edital de Apoio aos Artistas de Rua, da Fundação Cultural de Curitiba.

A apresentação seguiu todos os protocolos sanitários para evitar a transmissão do novo coronavírus, com o quarteto de artistas distantes do público que pode acompanhar o espetáculo durante o tempo de espera pela vacina. O grupo escolheu um repertório variado, com música sertaneja de raiz, passando pela Música Popular Brasileira de Arnaldo Teixeira, Almir Sater, Gilberto Gil, entre outros.

Sidilene de Fátima Belão, moradora do Bairro Alto, contou que a apresentação a ajudou a manter a tranquilidade durante a espera pela vacina. Embora estivesse ansiosa para receber a segunda dose e finalizar seu esquema de imunização, sente medo de agulhas e estava tensa. “Fiquei tão relaxada que não vi o tempo passar, não senti medo nem dor. Foi uma maravilha, a música acalmou a alma e a equipe da saúde foi novamente espetacular”, disse Sidilene.

Rita Cara Michaliszyn, moradora do Boa Vista, levou a mãe Dinacir Borille Michaliszyn, 86 anos, para receber a dose de reforço na imunização. “Foi uma surpresa que deixou esse momento, já tão especial, ainda melhor, com bem-estar e muita esperança”, contou Rita Carla.

Integração das equipes

A participação dos músicos no local de vacinação também foi uma ação para estimular a integração das novas equipes de trabalho que iniciaram as atividades no Centro de Vacinação Avelino Vieira nesta semana. Além dos profissionais da saúde do município envolvidos na aplicação dos imunizantes, há equipes do Exército Brasileiro, da Defesa Civil e da Guarda Municipal atuando no local para garantir a organização, o conforto e a segurança da população.

“Fomo brindados com essa bela apresentação. Ouvimos o som que tocou como reconhecimento, gratidão e estímulo para seguirmos nesta missão de assegurar saúde às pessoas a partir da vacinação”, disse a enfermeira Valquíria Cordeiro, responsável por coordenar o trabalho de vacinação no Centro de Esporte e Lazer Avelino Vieira.

Contrapartida

Essa foi a quarta apresentação do grupo Curitando – formado pelos músicos Dito Salgado, Jean Lucas Beraldi, Arnaldo Oliveira e a musicista Eli Beraldi – realizada como contrapartida do projeto da Fundação Cultural de Curitiba, que apoia artistas na cidade. Já foram feitas apresentações no palco externo do Centro Cultural Vilinha, no Bairro Alto, no próprio Centro de Esporte e Lazer Avelino Vieira e na Unidade de Saúde Vila Diana, no Abranches.

O fomento à economia criativa na cidade, por meio dos editais para a área cultural, contribuiu para minimizar os impactos da pandemia junto aos trabalhadores da cultura e fomentar a produção cultural em Curitiba.

“Os editais e os projetos ancorados pela Fundação Cultural nos permitiu ter esperança de seguir em frente, tocando e cantando que é que sabemos e amamos fazer”, revelou Dito Salgado. Segundo ele, a pandemia da covid-19 exigiu que os artistas se reinventassem e buscassem outras formas de estar com o público.

“Nos que vivíamos curitando, verbo que criamos para a ação de tocarmos e cantar com as pessoas, vivemos dias difíceis que foram amenizados com os incentivos e as ações que puderam ser realizadas, dentro de um rigoroso protocolo de segurança, para estamos em contato com o público.

Além do Edital de Apoio aos Artistas de Rua o grupo participou da programação virtual da Fundação Cultural, com transmissões realizadas pelo Facebook da Fundação Cultural de Curitiba, Conservatório de MPB e YouTube, dentro da programação do Terça Brasileira.

Curitando

grupo Curitando difunde a Música Popular Brasileira, a Música Caipira, o Samba e o Choro. Formado originalmente por alunos egressos do Conservatório de MPB de Curitiba, reúne hoje praticantes de diversos locais da cidade e região metropolitana, com a participação crescente de crianças, adolescentes e adultos. O grupo se reúne semanalmente no Centro Cultural Vilinha, no Bairro Alto, para os ensaios.

Antes da pandemia os ensaios do grupo eram abertos ao público que podia também participar cantando e tocando. A expectativa do grupo é que com o avanço da imunização na cidade as medidas restritivas de enfrentamento à covid-19 fiquem ainda mais flexíveis e permitam que o encontro aconteça novamente.

Curta Nosso Facebook
Comissões Pastorais

Boletim Informativo