8 Livros católicos para ajudar, inspirar e santificar sua família

A Semana Nacional da Família se aproxima; um tempo oportuno para voltar nosso olhar para o “Santuário da Vida”, termo usado carinhosamente por São João Paulo II quando se referia à família. Que tal escolher um livro para ler e refletir sobre a vocação familiar neste mês de agosto?

Para te ajudar na escolha, selecionamos oito livros católicos que falam sobre este tema:

1. Nos passos de São Luís e Santa Zélia 

Luís e Zélia são santos pelo testemunho de seriedade de sua fé vivida na família. Não eram sacerdotes, não pertenciam a nenhuma ordem religiosa, nem eram teólogos. Quem eram então? Um homem e uma mulher que se amaram e desejaram formar uma família para a glória de Deus. Leigos que se colocaram nas mãos de Deus para que fossem utilizados como instrumentos de bênção a todos que os cercavam. São exemplos de vida cristã, fonte de inspiração e amigos que nos ajudam a trilhar o caminho e a viver o projeto de Deus para as nossas famílias.

Dos nove filhos que tiveram juntos, quatro morreram prematuramente. As cinco filhas que chegaram à idade adulta tornaram-se freiras, dentre as quais, Santa Teresinha do Menino Jesus, doutora da Igreja.

São Luis e Santa Zélia

 

2. Cartas de amor de uma santa

Santa Gianna Beretta Molla nasceu na Itália, em 1922. Foi médica, esposa e mãe de quatro filhos. Durante sua última gravidez, para não por em risco a vida do filho, passou por graves complicações de saúde e morreu poucos dias após o parto. Esse livro oferece ao leitor a possibilidade de conhecer de perto a vida dessa santa esposa e mãe, por meio das cartas que ela escreveu ao seu marido.

Santa Gianna

3. Os temperamentos no matrimônio 

É no matrimônio cristão que a teoria sobre os temperamentos se revela mais importante e útil. Art e Laraine Bennett, valendo-se de sua vasta experiência no aconselhamento de casais e de sua vivência cristã, apresentam ao leitor todas as possíveis combinações entre os quatro temperamentos e como se dá sua interação complexa e curiosa no cotidiano da vida conjugal. Numa linguagem descontraída e divertida, os autores mostram que o conhecimento mútuo, dos padrões de reação típicos de cada temperamento, deve conduzir não ao desejo de mudar o outro, mas de ajudá-lo a crescer no caminho da santidade.

Temperamentos matrimônio

4. Sagrada Família entre fraldas e anjos

A Sagrada Família é mais parecida com a sua do que você imagina! Quando vemos as representações da Sagrada Família, quase todas mostram Jesus, Maria e José com semblantes tranquilos e auréolas, enxergamos neles um modelo do que deveríamos seguir, mas sentimos que jamais chegaremos a seus pés. Mas é possível enxergar a Sagrada Família de uma maneira diferente A partir do estudo dos costumes, da realidade política, econômica e geográfica da época, além dos apócrifos e do trabalho de teólogos, Alexandre e Viviane Varela mostram os valores e ensinamentos indispensáveis que podemos tirar da vida de Nossa Senhora, São José e Jesus. Descubra como a Sagrada Família pode ajudar você a aproveitar a vida em família e a revelar o sagrado presente em seu cotidiano.

Sagrada família

5. Regra de vida para mães

Herança dos Padres do deserto, uma regra de vida é uma maneira de traduzir a fé nos hábitos e ritmos de nossa vida cotidiana, elegendo certas práticas espirituais em meio a nossos deveres de estado. Combinando a sabedoria monástica com as circunstâncias e particularidades da própria vida, todos podem estabelecer para si uma regula, uma medida na qual apoiar-se a fim de consagrar a Deus sua existência.

Holly Pierlot dirige-se às mães que, talvez perdidas, desejam responder generosamente ao chamado do Senhor à santidade. Sugerindo um modelo de regra de vida para elas, a autora mostra como é possível conciliar o cuidado do lar, o amor ao marido, a criação de bons filhos para Deus e os interesses pessoais; tudo isso crescendo em intimidade e amor para com Ele.

Regra de vida para mães

6. Pequenos passos possíveis

Chiara Corbella Petrillo foi uma jovem Italiana que faleceu em 2012, aos 28 anos, depois de escolher adiar o tratamento de um câncer para depois do nascimento do seu terceiro filho. A história da sua vida logo percorreu o mundo e hoje a ela é modelo para muitos jovens. No dia 15 de setembro de 2013, foi organizado um evento em Assis (Itália) para falar sobre Chiara. Este livro traz os testemunhos que seus familiares e amigos compartilharam nessa ocasião. “Não é um novo livro sobre Chiara, mas apenas outra fonte. Espero que estas lembranças também façam bem a todos que não puderam vir.” (Enrico Petrillo, marido de Chiara).

Pequenos passos possíveis

7. O pai cristão

Esta obra é um legítimo molde para o pai que deseja cumprir seus deveres com fidelidade e conduzir os seus filhos no caminho das virtudes e da santidade. Com exposições claras a respeito dos deveres do pai cristão, o livro contribui imensamente para o exercício da paternidade católica e, consequentemente, para a salvação de mais almas. Para tanto, esta obra traz temas importantíssimos, como o dever do pai de ser verdadeiramente cristão, o perigo de frequentar bares, o modelo de pai que o cristão deve buscar, dentre outros. Além disso, ao final, Padre Lambert traz uma seleta de orações para ajudar o fiel na busca pela santidade, com diversas devoções, ladainhas etc.

O pai cristão

8. As pequenas virtudes do lar

Nesta obra, o padre Georges Chevrot dá-nos a conhecer uma a uma, na linguagem simples de um colóquio entre amigos, algumas das principais virtudes que se encontram na base do relacionamento. São verdades simples e exigentes como todas as do Evangelho, e, como as do Evangelho, acessíveis e eficazes para quem se disponha a ter ouvidos para ouvir. Não seria um elemento de coesão e de paz que todos os que vivem debaixo do mesmo teto se esforçassem por ser corteses e agradecidos, bem-humorados e benevolentes, sinceros e pacientes, pontuais e perseverantes? Estas “pequenas” virtudes são grandes virtudes. Elas bastam para converter a vida diária de uma família em algo atraente e amável, que realiza os pais e encaminha os filhos.

As pequenas virtudes do lar

__

Por

Setor de Comunicação da Arquidiocese de Curitiba

Curta Nosso Facebook
Comissões Pastorais

Boletim Informativo