Dimensão Sociotransformadora lança nota sobre o 28º Grito dos Excluídos

A Igreja Católica em Curitiba, através da Dimensão Sociotransformadora, está organizando o 28º Grito dos Excluídos e Excluídas, na comunidade Vila União, bairro Tatuquara. O Grito pela “Vida em Primeiro Lugar”, tem como lema “Brasil: 200 anos de (In)dependência. Para quem?”.

A luta pelo direito à moradia será a bandeira central do Grito em Curitiba. Por isso, foi escolhida a Comunidade Vila União, no Tatuquara, formada por mais de 270 famílias. Estas famílias, por falta de moradia digna, situação que se agravou na pandemia, ocuparam um terreno abandonado em março de 2021.

O evento é organizado unicamente por representantes da Igreja Católica com os movimentos sociais e outras Igrejas, junto com líderes da Comunidade da Vila União sem qualquer participação de partidos políticos. O intuito do Grito é dar voz aos mais empobrecidos, na esperança de que o grito das famílias da comunidade da Vila União, assim como tantas outras famílias, seja escutado pelo Estado, que deve ser o garantidor de moradia digna, trabalho, saneamento e tantos outros direitos resguardados pela nossa Constituição.

Recordamos que a “Igreja é advogada da justiça e dos pobres, exatamente por não se identificar com os políticos nem com os interesses de partido” (Bento XVI, Discurso Inaugural da Conferência de Aparecida). Isso não significa que a presença de políticos não seja bem-vinda na celebração do Grito, mas apenas como ouvintes. É bom que os políticos, independentemente de sua ideologia partidária, venham ouvir o povo com suas angústias e apelos.

___

Por
Equipe de Organização do 28º Grito dos Excluídos e Excluídas de Curitiba.

Curta Nosso Facebook
Comissões Pastorais

Boletim Informativo