O Papa nomeia novo secretário do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida

Gleison de Paula Souza, um jovem leigo brasileiro que ensina religião católica em uma escola secundária italiana, tornou-se secretário do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida. A nomeação aconteceu no dia 17 de novembro de 2022, segundo informou a Sala de Imprensa da Santa Sé. Ele sucede outro brasileiro, Padre Alexandre Awi Mello, que foi eleito superior geral dos Padres Schoenstatt.

Nascido em 14 de maio de 1984 no estado de Minas Gerais, Gleison de Paula Souza foi, de 2005 a 2016, membro da Congregação da Pequena Obra da Divina Providência, uma família espiritual comumente conhecida como “Orionistas”. O fundador da congregação foi São Luís Orione (1872-1940), um sacerdote muito popular na Itália e canonizado em 2004 por João Paulo II.

Em janeiro de 2014, quando ele era seminarista, o jovem brasileiro foi recebido pelo Papa Francisco na Casa Santa Marta, conforme informou o diário italiano La Stampa, citando uma amizade pessoal com o papa. Depois de obter o bacharelado em Teologia na Pontifícia Universidade Salesiana de Roma em 2015, ele deixou a vida religiosa. Ele interrompeu sua jornada formativa antes da ordenação.

Agora casado e com duas filhas, formou-se em Filosofia pela Universidade de Salento em Lecce, sul da Itália. Atualmente ensina religião católica na Escola Superior de Ciência e Linguística Antonio Vallone em Galatina, Puglia.

Surpresa no dicastério

A nomeação causou grande surpresa dentro deste dicastério, que se estabeleceu em 1º de setembro de 2016 e cujo prefeito é o Cardeal americano Kevin Farrell. Sucedendo o padre Alexandre Awi Mello, também brasileiro, Gleison de Paulo Souza torna-se o primeiro secretário leigo deste conselho vaticano.

Além disso, a próxima nomeação de um prefeito leigo, homem ou mulher, é uma das possibilidades previstas pela Constituição Apostólica Praedicate Evangelium, que entrou em vigor no dia 5 de junho de 2022.

Este dicastério é responsável pela organização do próximo Dia Mundial da Juventude, cuja reunião final acontecerá em Lisboa, em agosto de 2023.

__

FONTE: Aleteia