Projeto curitibano promove restauro da imagem de Bom Jesus dos Pinhais

Entre os meses de maio e outubro, a imagem musealizada do Bom Jesus dos Pinhais, que integra o acervo do Museu de Arte Sacra da Arquidiocese de Curitiba (MASAC), passou por um processo de preservação, conservação e restauro pelas mãos da conservadora-restauradora Ana Caniatti, através de projeto realizado em parceria com a Flutua Produções.

Todas as ações, bem como o resultado alcançado e o relatório final serão divulgados em uma aula online aberta ao público, marcada para o dia 08 de dezembro (quinta-feira), às 19h.

Foto: Ana Caniatti/Divulgação
Foto: Ana Caniatti/Divulgação

Para participar, não é necessário inscrição prévia e os interessados podem acessar o evento pelo link https://meet.google.com/bkz-dfbt-miq.

A imagem é modelada em terracota ou barro queimado, é policromada e possui resquícios de douramento. O estilo é reconhecido como Paulistinha. Pesquisas mostram que, antes de chegar ao acervo do MASAC, inaugurado em 1981, o item integrou a Igreja Matriz de Curitiba até 1876, quando foi extraviado. Em 1896, tornou-se posse de antepassados da família Brandão, guardiã da imagem até meados de 1979.

Antes de passar pela etapa de restauro, a imagem passou por pesquisas e análises, como raio-X e fotografias ultravioletas a fim de obter mais informações para a fase de tratamento. A partir dos testes, constatou-se partes quebradas e sensíveis. Durante o processo de restauro, a peça passou por fixação da policromia, higienização, reintegração e verniz de proteção.

A conservadora-restauradora explica que o restauro não tem intenção de alterar esteticamente os bens culturais, sobretudo quando se tratam de bens musealizados. “Estes são entendidos como documentos e testemunhos dos modos de fazer e devem ser preservados para as gerações atuais e para as futuras gerações”, comenta.

Projeto realizado com recursos do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

Sobre Ana Caniatti

Ana Caniatti é formada em Artes Plásticas pela Faculdade de Belas Artes do Paraná (2007), Técnico em Conservação e Restauração pela Fundação de Arte de Ouro Preto (2009) e Especialista em História da Arte Sacra pela Faculdade Arquidiocesana de Mariana (2012). Integrou a equipe de restauro das igrejas de Nossa Senhora D´Ajuda, em Congonha (MG); Matriz de Nossa Senhora Imaculada Conceição, em Videira (SC); e Matriz de São Domingos, em Araxá (MG). Estagiou no Museu da Inconfidência de Ouro Preto e trabalhou na FAOP, no laboratório de conservação e restauro de escultura policromada. Em 2013, fundou em Curitiba o Atelier Caniatti Conservação e Restauro, onde atua realizando projetos para conservação, restauração, documentação de obras e de acervos de instituições públicas, privadas e particulares. Foi presidente da Associação dos Restauradores e Conservadores de Bens Culturais do Paraná – ARCO.IT (2018 e 2019) e promoveu diversos cursos para aperfeiçoamento dos profissionais da área, assim como projetos de incentivo à pesquisa científica. É associada ao Centro de Estudos em Imaginária Brasileira – CEIB.
SERVIÇO

Aula aberta – Conservação e Restauração da Imagem de Bom Jesus dos Pinhais com Ana Caniatti
Data: 8 de dezembro de 2022
Horário: 19h
Link https://meet.google.com/bkz-dfbt-miq
Acesso gratuito

__

FONTE: Jornale