“Fraternidade e Políticas Públicas” foi tema de audiência realizada na Câmara dos Vereadores de Curitiba

O tema da Campanha da Fraternidade 2009, “Fraternidade de Políticas Públicas”, foi assunto da audiência pública realizada nesta quarta-feira (27) na Câmara dos Vereadores de Curitiba.

A audiência foi convocada por iniciativa do vereador Marcos Vieira e contou com as participações de Dom Francisco Cota de Oliveira (Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Curitiba), João Santiago (Coordenador Local da Campanha da Fraternidade), Frei Edmilson de Carvalho (Pároco da Paróquia Profeta Elias), Padre Danilo Pena (Coordenador da Dimensão Social da Arquidiocese de Curitiba), Rafael Moura (Promotor de Justiça do Ministério Público do Paraná) e Professor Cezar Bueno de Lima (Professor do Mestrado em Direitos Humanos e Políticas Públicas da PUC-PR).

Em sua exposição, Dom Francisco destacou que a Doutrina Social da Igreja sempre se pronunciou sobre a defesa de direitos e a importância das políticas públicas. Daí o tema “Fraternidade e Políticas Públicas” ser tão importante. Lembrou os princípios da Doutrina Social que orientam o agir da Igreja – bem comum, subsidiariedade, solidariedade, família, trabalho humano e economia – e seus valores – justiça, verdade e liberdade. “As pessoas precisam ter direitos, e não sorte”, enfatizou Dom Francisco.

João Santiago fez um breve resgate dos temas das Campanhas anteriores, de 2014 a 2018, mostrando como elas também abordaram questões relacionadas a políticas públicas. Apresentou o objetivo geral da Campanha da Fraternidade 2019, que é estimular a participação em Políticas Públicas, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja, para fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais de fraternidade. “Ser cristão e ser cristã é participar cristãmente da política”, enfatizou o coordenador.

Os demais convidados também apresentaram questões importantes para o debate. Frei Edmilson apresentou relatos de experiências de políticas públicas e ação pastoral vivenciadas na região sul de Curitiba. Padre Danilo afirmou que aquele que vai contra os posicionamentos da justiça e dos direitos humanos comete “pecado social”, que “mata as pessoas e o bem comum”.

O Procurador da Justiça Rafael Moura falou sobre o papel do Ministério Público na defesa dos direitos humanos e da garantia de políticas públicas e do cumprimento das leis. “No Brasil, nos últimos anos, é um ato revolucionário fazer cumprir a lei”, afirmou o promotor, enfatizando ainda que a pressão popular e o monitoramento fazem diferença para garantir uma pauta de defesa de direitos. Por fim, o professor Cezar Bueno falou sobre a necessidade de defender os direitos humanos para todos, em especial pra os pobres

A Campanha da Fraternidade 2019 será lançada na Quarta-Feira de Cinzas, no dia 6 de março, com uma missa celebrada pelo Arcebispo de Curitiba Dom José Antônio Peruzzo, a partir das 12h, na Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Luz dos Pinhais.

Confira as fotos da audiência pública:

Curta Nosso Facebook
Comissões Pastorais

Boletim Informativo