Exercícios espirituais no carnaval: Um encontro pessoal com Cristo

exercicios-espirituais1
Durante o carnaval, nos dias 1º a 5 de março, o movimento Regnum Christi promoveu os exercícios espirituais para jovens, no Centro Vocacional Maria Mãe Imaculada. Tendo como tema “O maior de todos os tempos”, os exercícios foram dirigidos pelo Padre Felipe Necco, LC, e pela consagrada Bianca de Mattos, contando com 20 participantes.

Durante os exercícios espirituais os jovens contaram com momentos de pregação, oração da via-sacra, rosário, adoração eucarística e reflexões.

Os exercícios espirituais para jovens são realizados durante o Carnaval, em Curitiba, desde 2009, buscando proporcionar dias de silêncio aos participantes, nos quais encontram uma ocasião privilegiada de intimidade com Nosso Senhor Jesus Cristo, momento de amadurecimento na fé e consolidação do espírito cristão e apostólico.

“Grandes líderes e grandes pessoas são aquelas que, como Cristo, colocam a si mesmas e seus dons a serviço dos outros. Cristo é o maior de todos os tempos, porque se entregou totalmente, sem reservas para a salvação de todos. Dentro da dinâmica dos exercícios espirituais experimentamos essa verdade de um Deus que se fez homem para minha salvação. E a partir dessa experiência profundamente kerigmática, Ele me chama também a mim a ser grande, como Ele, para a salvação dos outros”, explica o Padre Felipe Necco, L.C., assessor espiritual dos exercícios espirituais.

Seguem os depoimentos de alguns participantes:

“Há muito tempo eu não tirava sequer umas horinhas para ficar em silêncio orante, com o coração voltado para Cristo e apartado das preocupações e distrações da vida diária. Foi um presente do Pai celeste, uma dádiva do Amor extremoso de Deus participar dos exercícios espirituais do Regnum Christi este ano! Muita gratidão por esses dias de oração alimentada pelos sacramentos, pela liturgia das horas e pelas meditações de Santo Inácio! Foi uma rara experiência de recolhimento, contemplação, convivência comunitária (mesmo silenciosa) e diálogo com o Senhor. Dos frutos, sinto que recebi sobretudo um novo vigor espiritual, mais confiança e esperança na Divina Providência e novas luzes para melhores propósitos de vida, principalmente o de amar mais, inclusive aqueles que se colocam muitas vezes como nossos antagonistas nos embates da sociedade atual e que são mais difíceis de amar. ‘Orai pelos que vos odeiam, fazei o bem aos vossos inimigos’, foram palavras que eu senti que preciso observar melhor, procurando testemunhar a caridade de Cristo para os que ainda não O conhecem.”

Luiz Henrique Morais Silva

 

“Cheguei nos exercícios espirituais buscando encontrar respostas para algumas dúvidas que trazia comigo sobre o caminho que deveria tomar. O primeiro desafio que encontrei foi o de silenciar-me primeiro exteriormente, e depois interiormente, calando minhas próprias agitações. Outro foi a tentativa de contemplar em meditações as cenas do Evangelho tão conhecidas, mas de uma maneira nova, buscando nelas um meio de relacionamento pessoal com Cristo. Nos exercícios percebi que de nada adianta inquietar-se com dúvidas e vontades: é preciso ter fé e paciência! Fé para confiar no Pai, e saber que Ele irá nos moldar para melhor cumprir Sua vontade, e paciência para aceitar que essa ação acontecerá no tempo Dele, não antes e nem depois. Passar esse carnaval na companhia de pessoas que buscam as mesmas respostas e a mesma fé, percebendo a presença de Cristo que há em cada um, e ainda poder contar com direção espiritual e confissão geral, foi uma oportunidade única e transformadora. Saio dela com a esperança de uma vida nova, fortalecida pela alegria da fé.”

Maria Isabel Pereira de França

 

“Minha experiência pessoal de Jesus Cristo: após algum tempo afastado da fé católica, aceitei o convite para participar dos exercícios espirituais de carnaval do Movimento Regnum Christi e foi a melhor decisão que tomei em minha vida. Tive uma real experiência de Cristo, e de Seu infinito amor pela humanidade, após contemplar Sua paixão e encontrar, depois de certo tempo, a resposta para a seguinte pergunta: como alguém poderia suportar tamanha humilhação e sofrimento? A resposta é simples, o Amor. O amor que Deus tem por mim, por você, por ele, por cada um de nós, foi isto que O fez suportar, até o fim, sua paixão e morte na cruz.”

André Luiz Winck

 

Curta Nosso Facebook
Comissões Pastorais

Boletim Informativo