Dom Peruzzo comenta orientações em relação ao novo coronavírus

“Não fortaleçamos o temor, mas sim grande sensibilidade à recomendação das autoridades sanitárias”

whatsapp-image-2020-03-12-at-17-23-47

O arcebispo de Curitiba, Dom José Antônio Peruzzo, atendeu jornalistas nesta quinta-feira, 12 de março, à tarde na Cúria Metropolitana de Curitiba para comentar sobre orientações e medidas recomendadas às paróquias e comunidades católicas frente às preocupações atuais de contágio do novo coronavírus. O pronunciamento foi realizado como forma de atender simultaneamente aos pedidos de informação sobre o assunto que chegam à arquidiocese especialmente desde ontem, 11 de março.

Em comunhão com a nota já divulgada pelos bispos da Igreja do Paraná, Dom Peruzzo pediu serenidade a todos, esclarecendo que toda a programação de missas e celebrações está mantida em Curitiba. “O temor nunca oferece bons conselho na hora da decisão. O medo nunca enseja reflexões sensatas. O grande caminho é seguir as palavras das autoridades sanitárias e especialistas que estão a repetir que o melhor caminho é a prevenção, mas não a prevenção apavorada”.

Falou então sobre as recomendações nas igrejas da abrangência da arquidiocese de Curitiba: “Nós católicos, frequentamos as igrejas e vamos seguir frequentando, mas por agora, há algumas recomendações a nossos padres e fiéis”.

Entre as medidas às paróquias e comunidades, listou:
– Aos padres e ministros, distribuir a comunhão somente na mão e garantindo que o fiel comungue diante do ministro;
– Aos fiéis, evitar o aperto de mãos durante a acolhida ou na saída da igreja;
– Não dar as mãos durante a oração do Pai nosso;
– Não realizar o abraço da paz;

Falou ainda da recomendação de que os fiéis não façam o contato na água benta presente em algumas paróquias, recomendando também aos párocos que retirem a água dos recipientes durante este período.

Reforçou que os fiéis devem conhecer e seguir as recomendações das autoridades sanitárias, entre elas: Higienizar as mãos, muitas vezes, com água e sabão ou álcool em gel; Utilizar lenço descartável para higiene nasal; Proteger com lenços (preferencialmente descartáveis a cada uso) a boca e o nariz ao tossir ou espirrar; Evitar tocar no nariz ou boca, após o contato com superfícies; Manter os ambientes bem ventilados; Repouso, alimentação balanceada e ingestão de líquidos.

“São medidas simples que podem ajudar a muitos. Se eu tomo estas atitudes preventivas, além do cuidado comigo os outros serão protegidos. Não fortalecemos o temor, mas tenhamos grande sensibilidade à recomendação das autoridades sanitárias”

Dom Peruzzo comentou que a Arquidiocese mantém diálogo constante com as autoridades em Curitiba e no Paraná para continuar oferecendo as recomendações necessárias e ressaltou ainda que há de se redobrar a atenção também perante à epidemia de dengue pela qual passa o Paraná – outro tema precisa ter a atenção da população.

Deixou ainda o recado claro ao povo da Igreja em relação às atividades eclesiais:”Continuem! Participem da Igreja, dos ambientes sociais, os encontros dos grupos, a catequese para crianças, nada nos foi orientado em relação a mudar isso. Continuem mantendo a vida eclesial, mas redobrando atenção nos comportamentos responsáveis que comentamos aqui”.

Confira as recomendações em vídeo gravado pelo arcebispo:

 

Confira aqui a gravação completa do atendimento prestado aos jornalistas na data de hoje (12/03)

Curta Nosso Facebook
Comissões Pastorais

Boletim Informativo