CORPUS CHRISTI – Dom Peruzzo visita realidade social da Vila Torres e da Casa do Migrante

Na semana que antecede a data de Corpus Christi, o Arcebispo Metropolitano, Dom José Antonio Peruzzo, acompanhado de pequena comitiva, tem visitado entidades e comunidades, levando a bênção do Santíssimo Sacramento aos mais necessitados, como dependentes químicos, pessoas com múltiplas deficiências e outras em situação de vulnerabilidade social. Na tarde desta quarta-feira, 2 de junho, o grupo visitou a Casa do Migrante e o projeto social SOS Vila Torres.

Dom Peruzzo em celebração na Casa do Migrante (Foto: Arquidiocese de Curitiba)
Dom Peruzzo em celebração na Casa do Migrante (Foto: Arquidiocese de Curitiba)

Na Casa de Acolhida do Migrante e do Refugiado, Dom Peruzzo foi recebido pelos moradores do local, que organizaram uma pequena celebração, com direito a apresentação musical de canções entoadas por um migrante venezuelano. A casa, no bairro Capão da Imbuia, é administrada pela Cáritas Curitiba. O grupo conta com homens, mulheres e crianças.  A entidade é mantida com o apoio da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), da Organização Internacional para as Migrações (OIM) e da Cáritas Paraná. O arcebispo destacou, em sua pregação, a importância da acolhida aos irmãos estrangeiros, que chegam aqui depois de enfrentarem situações insustentáveis em seus países.

Vila Torres

Já na Vila Torres, a comitiva e o Arcebispo foram recebidos por moradores da comunidade – um dos locais mais pobres de Curitiba, além de religiosos de diferentes congregações que atuam na região e desenvolvem juntos o projeto SOS Vila Torres, que arrecada e distribui aos moradores alimentos e produtos de higiene e limpeza. A celebração foi realizada no pátio da Capela Nossa Senhora Aparecida.

A celebração da Vila Torres foi realizada no pátio da Capela Nossa Senhora Aparecida (Foto: Arquidiocese de Curitiba)
A celebração da Vila Torres foi realizada no pátio da Capela Nossa Senhora Aparecida (Foto: Arquidiocese de Curitiba)

O Movimento foi criado em março de 2020, no início da pandemia, pelo padre redentorista Joaquim Parron, que mobilizou seminaristas e religiosos de outras congregações que também atuam ali, como maristas, jesuítas, beneditinas e dehonistas, para sensibilizarem a sociedade e atrair doações para os necessitados.

Morador dá testemunho pessoal sobre a importância do Movimento SOS Vila Torres (Foto: Arquidiocese de Curitiba)
Morador dá testemunho pessoal sobre a importância do Movimento SOS Vila Torres (Foto: Arquidiocese de Curitiba)
Moradores acompanham celebração e recebem a bênção do Santíssimo Sacramento (Foto: Arquidiocese de Curitiba)
Moradores acompanham celebração e recebem a bênção do Santíssimo Sacramento (Foto: Arquidiocese de Curitiba)

Além de receber a bênção do Santíssimo Sacramento, os moradores e religiosos tiveram a oportunidade de mostrar ao Arcebispo os resultados da ação social que desenvolvem há mais de um ano na região. O Movimento começou com a distribuição de 200 cestas por mês e, atualmente, beneficia mais de mil famílias mensalmente, não apenas na própria Vila Torres, mas também em outras áreas pobres da cidade. O Movimento também se encarrega de promover momentos de conscientização sobre o combate à pandemia e de capacitação para o trabalho – um exemplo foi o curso de diarista oferecido no ano passado.

Para ajudar o SOS Vila Torres, entre em contato: (41) 9 9963-2350.

 

 

Jornalista Adriane Werner (MTb 3413) – coord. Comunicação Arquidiocese de Curitiba

adrianewerner@mitradecuritiba.org.br – (41) 9 8740-2204

Curta Nosso Facebook
Comissões Pastorais

Boletim Informativo