Dimensão Social passa a se chamar Dimensão Sócio-Transformadora da Arquidiocese de Curitiba

Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga 

A Dimensão Social da Arquidiocese de Curitiba, ao longo da sua história, tem buscado articular as diversas ações sociais presentes nesta porção do povo de Deus de tal forma que resplandeça sempre mais a luz do Evangelho em nossa Igreja Local. Embora a Igreja não seja do mundo, ela se faz presente no mundo, no meio das sociedades humanas.

Na Exortação Apostólica Evangelii Gaudium, o Papa Francisco dedica um capítulo inteiro à dimensão social da evangelização a partir de quatro temas: as repercussões comunitárias e sociais do querigma; a inclusão social dos pobres; o bem comum e a paz social; e o diálogo social como contribuição para a paz.

Para o Papa Francisco, “o querigma possui um conteúdo inevitavelmente social: no próprio coração do Evangelho, aparece a vida comunitária e o compromisso com os outros” (EG 177). E é justamente o querigma que move todas as ações sociais da Igreja.

Na 29ª Assembleia Geral (1996), os Bispos do Brasil decidiram chamar esta dimensão de “sócio-transformadora”. Segundo as Diretrizes Gerais da Ação Pastoral da Igreja no Brasil 1991-1994, “crescendo na fé, o Povo de Deus vai tomando consciência da missão que lhe cabe de contribuir para a transformação da sociedade” (n. 102).

Neste sentido, para caminhar em sintonia com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e com as demais Igrejas Locais, em diálogo com os coordenadores das diversas pastorais sociais que conformam a Dimensão Social e diálogo com o Arcebispo de Curitiba, Dom José Antônio Peruzzo, optamos por acrescentar a palavra “transformadora”, pois as ações sociais da Igreja buscam, através do serviço à causa dos direitos e da promoção humana, especialmente dos mais pobres, denunciando as injustiças e violência, a transformação da sociedade para esteja em conformidade com os valores e exigências do Reino de Deus.

Com isso, comunicamos que a Dimensão Social da Arquidiocese passa a ser chamada de Dimensão Sócio-Transformadora da Arquidiocese de Curitiba.

Atenciosamente,

Diác. Antônio Bez

Pe. Eguione Nogueira Ricardo CMF