NOTA DE PESAR pelo falecimento de Ivanaldo Ferreira de Araújo

Neste 13 de maio de 2021, partiu para a casa do Pai o consagrado Ivanaldo Ferreira de Araújo, aos 66 anos, vítima da Covid-19. Ivo completou a corrida e o “morrer pela própria gente”. Agora está junto daquele que Ele amou por toda a vida. Consagrado no movimento dos Focolares, de Chiara Lubich, recebeu como palavra de vida: “Chamei-te pelo nome, tu és meu” (Is 43, 1).

Ivanaldo Ferreira de Araújo tinha 66 anos e faleceu vítima da Covid-19 (Foto: Arquivo pessoal)
Ivanaldo Ferreira de Araújo tinha 66 anos e faleceu vítima da Covid-19 (Foto: Arquivo pessoal)

A Arquidiocese de Curitiba, além de toda a comunidade acadêmica do curso da graduação e do Programa de Pós-Graduação em Teologia da PUCPR expressa seu sentimento e nossa solidariedade à família focolarina, sobretudo à comunidade masculina de Curitiba, à qual o Ivanaldo pertencia.

Aos seus familiares e irmãos de comunidade – Cleiton, Sandro, Ricardo, Felipe e Marcio – com os nossos sentimentos manifestamos também a nossa fé: “Ele não está mais aqui. Ressuscitou”!

“Como aluno do curso de graduação em teologia da PUCPR, Ivanaldo foi exemplar em seu testemunho de humanidade e de fé. Refletia na fé o que vivia nas relações com as pessoas e com sua inserção no mundo, e testemunhava o que refletia”, afirma comunicado da PUCPR.

Como integrante do Programa de Pós-Graduação em Teologia da PUCPR, pretendia pesquisar sobre “A espiritualidade missionária em Chiara Lubich: buscando novos métodos de evangelização no mundo contemporâneo”. Pesquisa que seria, certamente, uma contribuição singular para a Igreja, o mundo, a vivência do seu próprio carisma em âmbito mundial.

Espiritualidade, Missão, Unidade para o Ivo não era apenas um tema de pesquisa, mas um programa de vida.

De acordo com Rudolf Von Sinner, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Teologia, “Ivo teologizava a vivência e para propor vivências. E cumpriu sua missão. Vive agora numa dimensão de perfeição o projeto espiritual e a unidade que em nosso PPGT procurava pesquisar. Deixa como legado o seu testemunho de vida: sabe que ela é, de fato, eterna.”

Inúmeros professores e colegas da PUCPR lamentaram sua partida, dentre eles o Prof. Dr. Padre Elias Woff – Orientador da pesquisa do Ivanaldo, o coordenador da Graduação em Teologia, Prof. Dr. Ernesto Lázaro Siena, o coordenador da Pós-Graduação em Teologia, Prof. Dr. Rudolf von Sinner e demais membros do corpo docente e discente da instituição.

A Arquidiocese de Curitiba lamenta profundamente esta perda e deseja aos irmãos focolarianos a confiança do carisma pregado por Chiara Lubich, o “Para que Todos Sejam Um, para que o mundo creia”. Descanse em paz.

Registro de Ivanaldo com a ex-presidente do Movimento dos Focolares, Maria Voce, que substitui Chiara Lubich (Foto: Arquivo pessoal)
Registro de Ivanaldo com a ex-presidente do Movimento dos Focolares, Maria Voce, que substitui Chiara Lubich (Foto: Arquivo pessoal)