Padre orionita Olívio Rosso, conselheiro do Pequeno Cotolengo, comemora 50 anos de vida sacerdotal e 83 anos de vida natalícia

Padre celebrou seu jubileu de ouro este ano e recebeu uma festa em comemoração no Pequeno Cotolengo

O mês de fevereiro foi um mês de celebração para a Congregação Orionita Brasil-Sul. No início de fevereiro, foi realizado no Complexo de Saúde Pequeno Cotolengo, uma celebração de Bodas de Ouro do Padre Olívio Rosso, membro do conselho da Organização. Na ocasião, o sacerdote também celebrou seus 83 anos de vida.

A Congregação da Pequena Obra da Divina Providência também conhecida como Filhos da Divina Providência, Pequena Obra da Providência Divina ou simplesmente Orionitas é uma Congregação religiosa da Igreja Católica, fundada por São Luís Orione, canonizado em 2004 pelo Papa São João Paulo II.

Com o carisma orionita presente, Padre Olívio Rosso nasceu no ano de 1939, em Siderópolis, Santa Catarina. Filho de Roberto Rosso e Antonieta Rosso, nasceu em um vilarejo habitado por descendentes de italianos. Desde menino, já aprendeu a língua italiana pelo dialeto “vêneto”, um pouco diferente do italiano em si, mas com palavras semelhantes.

Ingressou no Seminário aos 18 anos, em 1957, desde então, iniciou sua jornada espiritual e sacerdotal. “Antes de entrar no Seminário eu trabalhava numa empresa de ônibus. Meu sonho já era realidade concreta: conduzir pessoas de ônibus. Foi quando surgiu dentro de mim uma ideia muito estranha: o chamado a ser Padre. Por dois anos eu lutei abertamente contra aquela voz interna, dizendo que eu não queria ser Padre, mas eu queria conduzir pessoas. A luta só parou dentro de mim e eu aceitei o chamado de Jesus, quando algo interno me fez entender que o Padre conduz pessoas. O fato concreto é que eu não entendia, como o Padre conduzia pessoas, mas ficou clara a ideia dentro de mim: o Padre conduz pessoas, mesmo não tendo ônibus. Assim aceitei ir para o Seminário”, contou padre Olívio sobre o início de sua jornada na vida religiosa.

Em 1972, no dia 5 de fevereiro, mesmo dia de seu aniversário, celebrou então sua ordenação sacerdotal. Padre Olívio Rosso foi um dos únicos membros da Congregação Orionita que mais se aproximou do santo fundador do Pequeno Cotolengo: São Luis Orione. Após uma longa jornada de estudos na Itália, Rosso estudou com padres que conviveram com São Luis Orione.

Hoje em dia, após 71 anos de caminhada na Congregação Orionita, Padre Olívio Rosso, atua há mais de 20 anos como diretor espiritual da Congregação, auxiliando na formação dos sacerdotes.

 

Complexo de Saúde Pequeno Cotolengo

O Complexo de Saúde Pequeno Cotolengo é uma Organização que atende 230 pessoas com múltiplas deficiências que estavam em situação de vulnerabilidade social, além de egressos do SUS de Curitiba. O Pequeno Cotolengo é uma força mundial. Presente em 32 países, assiste a mais de 50 mil pessoas. No Brasil, os Pequenos Cotolengos estão presentes em vários Estados, como Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina e Ceará.

01

02

03

04

Curta Nosso Facebook
Comissões Pastorais

Boletim Informativo