Paróquias de Santo Agostinho e Santa Mônica: prontos para iniciar a Missão

No mês das missões, mais um relato de experiência missionária de duas paróquias da Arquidiocese de Curitiba:

img-20170915-wa0027

Após a chegada do Pe. Volnei, em maio de 2016, lançou-se o desafio à Paróquia de Santo Agostinho e Santa Mônica de assumir a caminhada da Arquidiocese na “Missão Permanente”. O assunto não era novidade, mas foi o envolvimento de toda a comunidade.

O primeiro passo foi fazer com que a comunidade assumisse esta caminhada. Assumimos que o Conselho Pastoral Paroquial (CPP) deveria estar no centro de toda ação, motivando a todos a partir da missão primeira da igreja, que é Evangelizar. Convidamos o Pe. Renoir, pároco do Santuário Nossa Senhora de Salete, que já estava com bastante experiência nesta caminhada, para vir falar ao CPP. Todos ficaram bastante animados.

img_20170916_171303676

Partimos para a preparação. Em todas as reuniões do CPP o tempo maior era reservado para falar da missão. Primeiro passo foi fazer um levantamento da realidade. A paróquia é formada por um território de 63 quadras, 3.251 residências e apartamentos, 313 comércios. Dividimos em 11 núcleos, cada um com o nome de um apóstolo, de maneira que cada núcleo tivesse uma média de 300 residências ou apartamentos. Preparamos um folder, para apresentar a paróquia e ser deixado em cada casa que visitarmos.

O grupo de jovens da paróquia também está animado e irá participar das visitas missionárias.  Eles afirmam: “em quase todas as casas tem jovens, vamos lá e convidá-los para caminhar conosco”.

mapa-santo-agostinho

No dia 5 de agosto deste ano, a equipe de missão da Arquidiocese fez uma tarde de formação e esclarecimentos, trazendo a experiência das outras comunidades da Arquidiocese.

Depois de mais de um ano de preparação e motivação, vamos colocar o pé na estrada, ou seja, iniciaremos as visitas às famílias. Será no dia 21 de outubro e, antes de cada visita, teremos uma reunião com os missionários(as) para preparar todos os detalhes. Sabemos que o Senhor irá à nossa frente.